Skip navigation

No país que vivemos hoje, estamos lidando ainda com a aceitação dos tão chamados “coloridos” à nova moda, o que basicamente constitui de garotos coloridos e garotas que gritam. Nessa passagem a nova moda, muitos garotos acabam sendo passados por garotas, ou simplesmente garotos com opções sexuais variadas pelos críticos/garotosincertosdesuamasculinidade/você.

Mas ninguém fala daquele pequeno grupo. Sim, estou falando do grupo de garotas que são passados por garotos. E foi exatamente nisso que prendi meus pensamentos na volta até em casa da escola. Relaxe leitor, pois você irá ler uma das situações mais embaraçosas da minha vida, que por acaso aconteceu hoje, terça feira, la pelo 12:50.

Fuck.

Começar pelo começo é sempre bom, então devo falar o que aconteceu alguns minutos antes, em que estava caminhando até o ponto de onibus com meu jovem amigo, que chamarei de “Black Stormtrooper” nessa história e em muitas que ainda virão, e com minha também jovem amiga, que aqui neste blog chamarei apenas de “Mamãe Urso”. E la estava eu. Feliz. Rindo. Me divertindo.

Ok, mentira, eu meio que levei um fora hoje no colégio, por isso estava puto e não prestando atenção nas conversas, mas isso não é problema de hoje. O que devo-lhes contar é que, no meio do caminho, encontramos 6 assim-como-nós-jovens garotas da sala, que estavam se divertindo de verdade, fumando. Vou rapidamente dizer que abomino qualquer tipo de fumo, e se quatro das garotas que estavam la não fossem boas amigas, eu teria passado reto.

O que não aconteceu, então parei, falseei um sorriso e fui me despedir delas com um beijo nas suas bochechas gordas e peludas. Alias, apenas gordas. Fofinhas. Até que chegou a vez das 2 pessoas por ultimo, da qual eu não conhecia.

Vou dizer pra vocês, cumprimentar gente desconhecida é uma merda. Não consigo desvendar exatamente porque odeio tanto fazer isso, talvez porque me sinto obrigado a faze-lo, para não deixar elas excluídas da melação peluda que faço com meus lábios em bochechas inocentes (porém ainda sexy, lógico), ou algum outro motivo totalmente fresco e provavelmente anti-social que eu tenho.

E é aqui que solto meu segundo “Fuck” dessa história, pois preferia não ter feito isso. A primeira das duas pessoas era uma garota normal. Sério, você olhava pra testa dela e via um “I HAZ BOOBIES” estampado, que fui abertamente beijando. E foi isso que diferenciou ela da segunda.

A segunda era um garoto. Não, pera… era uma garota. Não, era um… uma… aquilo… Eu não sabia dizer. E nos 3 segundos que tive pra analisar ela, pensei comigo mesmo: “Se eu beijar um garoto, o clima fica tenso. Se eu cumprimentar uma garota com um aperto de mão, o clima fica tenso”. Mas mesmo assim, ergui minha mão e cumprimentei-a com um aperto de mão. O pior de tudo é que, quando estiquei a mão, fiquei confiante de que era um garoto, afinal, não tinha peitos visíveis, e quando senti aquela mão fraquinha de garota, pensei comigo mesmo: “Esse cara é muito fraco, puta que pariu”.

Tenso.

O que realmente fudeu foi ver a mina recolhendo a mão e abaixando a cabeça tristemente. E o que veio depois foram olhares incredúlos das outras meninas, que foram todas cumprimentadas com beijo. Por fora eu me senti envergonhado, porém por dentro fiquei aliviado, porque a mina era super pálida, senão ja me chamariam de racista. Daí sim ia fuder tudo.

Ainda assim, fui me retirando da roda rapidamente, olhei para Mamãe Urso e chamei-a para um canto, e perguntei com medo se aquilo era mesmo uma garota, que, rindo abobadamente, concordou. Black Stormtrooper ja havia ido embora, e eu também.

E eu consegui fazer com que um aperto de mão destruísse o resto do dia (ou vida?) de uma garota, e que isso se tornasse mais um post do blog para sua diversão.

Ainda bem que amanhã não tem aula devivo a algum feriado aleatório, e até quinta todo mundo se esquece do incidente.

Menos a menina, que neste momente deve estar morrendo internamente.

Anúncios

5 Comments

    • lmagno
    • Posted 20/04/2010 at 18:45
    • Permalink

    Seres andrógenos são complicados mesmo, já sofri com eles. 😡 E amanhã é feriado de Tiradentes. PS: Não é opção sexual, é orientação sexual.

  1. proponho uma maneira de não-resolver-porém-fazer-alguma-coisa-com-a-tensão-em-casos-assim: um beijo descompromissado no caso dela (a tensão) surgir.

    PS: na terra onde nasci, rapazes se cumprimentam com beijo numa boa.

  2. dar oi prara pessoas desconhecidas
    kkk
    sou igual a vooce…
    odeio muito fazer isso

    • Anônimo
    • Posted 26/04/2010 at 1:43
    • Permalink

    Ja aconteceu uma coisa parecida comigo, mas todos eram garotos(E aparentemente gays.)e o ultimo que eu cumprimentei era um garoto mas eu pensei que fosse uma garota, ai me confundi todo.

    Dica: Na Dúvida de um oi rápido com a mão.

    • Gabriel
    • Posted 26/04/2010 at 1:45
    • Permalink

    Aconteceu uma coisa parecida comigo.Enfim é meio complicado isso.

    Dica: Na dúvida de Um Oi rápido com a mão, sem encostar nada.


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: